Rei Amador inspiração para resolver os problemas-Olínto Daio

Jan 4 • Cultura, STP • 733 Views • Sem comentários em Rei Amador inspiração para resolver os problemas-Olínto Daio

O ministro da educação e ciências, Olínto Daio acredita que a figura do Rei Amador e tudo aquilo que este representa para o povo e a cultura são-tomense pode ser inspiração para a resolução dos problemas que afligem o país. As declarações do governante marcam o ato central das comemorações do 4 de Janeiro, dia dedicado ao Rei Amador.

Reza a história, que Amador auto proclamou-se rei. Por volta do século XVI, ao liderar um grupo de “angolares” insurgiu-se contra o regime colonial português de então. Acabou degolado em nome de uma pátria para quem hoje é mártir da liberdade.

Um ato demonstrativo de força, que se tornou famoso nas terras são-tomenses e que se traduz numa só palavra, “bô sá madô?”, em português: és Amador?, O mais corajoso?

 É nesse espírito de bravura, que o ministro da educação e ciência Olínto Daio espera que os locais se inspirem para resolver os problemas do país.

«O seu simbolismo pode ajudar-nos a ultrapassar os obstáculo. Os obstáculos não devem ser oportunidades para desistirmos dos nossos sonhos. Amador mostrou-nos que é possível, se ele conseguiu com um grupo de pessoas mudar o status quo, nós também podemos mudar as coisas», afirma.

Convicção do ministro de um país, que há 40 anos luta para se afirmar enquanto nação em desenvolvimento. Crises políticas, escândalos financeiros, projetos que não saem do papel entre outros entraves, teimam em manter o arquipélago num estágio em que só pode contar com ajudas externas.

Um cenário que o ADI no poder e Olínto Daio dizem querer ver alterado, pelo que, pedem a união do povo são-tomense.

A instituição do 4 de Janeiro como feriado nacional, foi promulgada pela Assembleia Nacional em 2004.

Brany Cunha Lisboa

Artigo relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

« »