Ciclista angolano Igor Silva vence “Volta do Cacau” em São Tomé e Príncipe

Set 5 • Desporto, STP • 678 Views • Sem comentários em Ciclista angolano Igor Silva vence “Volta do Cacau” em São Tomé e Príncipe

O atleta do Benfica de Luanda Igor da Silva sagrou-se campeão da “Volta do Cacau” de bicicleta, ao vencer a etapa final dos 89 quilómetros, em 2 horas e 45 minutos, tendo acumulado 60 pontos no final.

O atleta do Benfica de Luanda Igor da Silva sagrou-se campeão da “Volta do Cacau” de bicicleta, quarta-feira, ao vencer a etapa final dos 89 quilómetros, em 2 horas e 45 minutos, tendo acumulado 60 pontos no final.

“Objetivo foi atingido, começamos a trabalhar desde início do ano, as voltas a Algarve e a Portugal. Agora vamos com as mãos cheias de prendas e vou descansar um pouco para as próximas etapas em Angola”, disse o campeão Igor Silva, após ter cortado a meta em Nova Moca, uma zona montanhosa localizada do distrito de Mé-Zóchi.

O ciclista cumpriu os 89 quilómetros em 2 horas 54 minutos e 22 segundos, e foi amplamente aplaudido pelos descendentes angolanos que, na sua maioria, residem na Roça Monte Café e Nova Moca.

Igor foi imbatível desde o início até ao fim. No último dia, a disputa foi renhida entre ele e seus colegas da seleção de Angola, mas o ciclista do Benfica de Luanda, com uma camisola número um e um equipamento tricolor,com óculos escuros, atacou no momento certo.

Em 2012, sagrou-se campeão da terceira edição da volta do cacau, assumindo a liderança da prova na terceira volta, deixando para atrás todos os seus adversários, há um quilómetro da meta, isolando-se do pelotão.

A seleção de Angola, formada por seis ciclistas, contrariamente à primeira etapa, em que os ciclistas tiveram uma fraca prestação melhorou nestas últimas etapas.

José Tuto da Cruz, camisola número 65, o mais direto perseguidor do campeão Igor Silva, cortou 8 segundos depois do vencedor ter cortado a meta, reconhecendo o desempenho do Benfica de Luanda.

“Eles têm melhores condições do que nós, estiveram presentes em varias competições mas também mostramos quanto valemos e ganhamos experiência”

A selecção do Macau , longe de uma prestação condigna, ficou no fundo da tabela.

Já Edney Quaresma, ciclista santomense, acumulou no final 15 pontos e ocupou o sétimo lugar na classificação geral individual.

Ele diz não ter tido sorte, no decorrer da prova, mas que foi obrigado a parar duas vezes.

“Apanhei dois furos, já na terçeira volta. Para chegar ao quarto lugar foi mesmo um sacrifício, porque tem muitas subidas”

Foram quatro dias de muita pedalada e muita animação, o publico puxou pelos ciclistas nesta prova que promove o incentivo à produção do cacau e ao consumo de produtos internos e que mostra as belezas naturais das ilhas de São Tomé.

O arquipélago são-tomense volta a acolher este evento em 2014.

www.africa21digital.com

Artigo relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

« »