STP-2013 regista crescimento macroeconómico

Dez 30 • Economia, STP • 990 Views • Sem comentários em STP-2013 regista crescimento macroeconómico

A economia são-tomense registou em 2013 um crescimento moderado. A garantia é da governadora do Banco Central do arquipélago Maria do Carmo Silveira, que afirmou no balanço do ano, que houve uma desaceleração da inflação. Resultados encorajadores que a instituição reguladora do setor financeiro do país quer manter em 2014.

A governadora do Banco Central de São Tomé e Príncipe Maria do Carmo Silveira, olha com preocupação para 2014 por ser um ano de eleições. Explica que os anos de eleições revelam maior instabilidade macroeconómica.

“Os anos de eleições costumam ser difíceis em termos de manutenção dos principais equilíbrios macroeconómicos. A possibilidade da concretização em 2014 de uma linha de crédito do exterior, abri novas perspetivas para a economia. O Banco Central por seu lado, dará prioridade as medidas que aumentam o potencial de crescimento, a implementação do micro-crédito, o aprimoramento da central do risco de crédito no pleno funcionamento do mercado inter-bancário”, assegurou.

São  ações previstas para o próximo ano que irão também no sentido de preservar o crescimento moderado da economia registado em 2013. Um crescimento também revelado pelo PIB, Produto Interno Bruto que ficou pelos 4%.

“Registou-se com satisfação a desaceleração da inflação de 11% em 2012 para cerca de 6% em finais deste ano”, afirmou.

São Tomé e Príncipe país tradicionalmente pedinte, ou seja vive em mais de 90% de ajudas externas viu reduzir nos últimos anos o caudal destas mesmas ajudas, sobretudo devido a forte crise internacional que afeta os países doadores. Mesmo assim em 2013 o país garantiu boas reservas externas.

“Apesar da relativa escassez do financiamento externo, registou-se um substancial reforço das reservas cambiais que alcançaram um nível próximo de 6 meses de importações, o mais elevado dos últimos 3 anos. Este fortalecimento das reservas, merece especial destaque dada a importância que desempenha na consolidação do regime cambial taxa fixa com o euro”, concluiu.

A desaceleração da inflação, o aumento das reservas externas, são dados precisos de 2013 que garantem um crescimento macroeconómico que o Banco Central do arquipélago quer assegurar em 2014.

Brany Cunha Lisboa

Imagem RTPÁfrica

Artigo relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

« »