Presidente do Supremo nega intenção de atingir o governo

Mai 17 • Política, STP • 644 Views • Sem comentários em Presidente do Supremo nega intenção de atingir o governo

O Presidente do Supremo Tribunal de Justiça negou esta sexta-feira à saída da reunião da cúpula são-tomense no palácio do povo, que tivesse a intenção de atingir o governo com o seu discurso na sessão de abertura do novo ano judicial. José Bandeira declinou também as informações avançadas por alguns órgãos de comunicação social que deram conta de este dizer que o país caminha para uma ditadura.

O líder dos tribunais diz que houve uma interpretação contrária ao que quis dizer.

“Quem leu o meu discurso de princípio ao fim, palavra a palavra, letra a letra, há de se aperceber que eu não me referi a isto nem tão pouco tenho a leviandade de fazê-lo”, afirmou José Bandeira.

José Bandeira se retrata também no que toca a parte em que no seu duro discurso se refere ao governo e aos 10% do valor do petróleo vendido do barco “MT Duzgit Integrity”a que os tribunais tinham direito.

“Os 10% são reclamados e não podiam ser reclamados de outra forma porque na verdade, quem tem a administração do Estado é o governo, então quando se reclama os 10% reclama-se com o governo. Eu falei de facto no meu discurso, aspetos que brigam com o funcionamento dos tribunais que já vêm de alguns anos a essa parte. O presidente do tribunal de justiça não visou no seu discurso atingir esse governo ou seja qual for outra autoridade” clarificou.

A reunião do palácio do povo durou cerca de 3 horas, estiveram também presentes o Presidente da Assembleia Nacional Acino Pinto e o primeiro-ministro Gabriel Costa que juntos com o Chefe de Estado Pinto da Costa discutiram o funcionalismo público são-tomense.

Brany Cunha Lisboa

Artigo relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

« »