São Tomé e Príncipe apresenta plano de ações prioritárias para os próximos 4 anos

Jul 10 • Política, STP • 1053 Views • Sem comentários em São Tomé e Príncipe apresenta plano de ações prioritárias para os próximos 4 anos

São 31 programas e 109 projetos prioritários que o país apresentou esta quarta-feira aos parceiros internacionais. Devem ser implementados entre 2013 e 2016, vão custar 92 milhões de euros.

O primeiro-ministro são-tomense Gabriel Costa, garante que o governo já possui cerca de 4 milhões de euros para a implementação do plano, mas agora é preciso convencer os parceiros internacionais a financiar o restante do montante.

“Num primeiro tempo, o governo irá necessitar de 24 milhões de dólares americanos para financiar projetos sociais. Num segundo tempo, a necessidade de financiamento é na ordem de 58% do total do GAP a mobilizar ao longo do período 2013-2016”, explicou o chefe do executivo Gabriel Costa.

A agência das Nações Unidas PNUD, é parceira do governo na apresentação deste plano de ações prióritarias.

“Trata-se por um lado, de aglutinar as energias no sentido de alcançar com a implementação da estratégia nacional, e por outro, de melhorar a qualidade da ajuda rescebida para torná-la previsível diminuindo desta forma, os custos inerentes da sua gestão”, clarificou o representante do PNUD José Salema.

Apesar do arquipélago ter sido recentemente destinguido pela FAO, por estar no lote de países que conseguiram erradicar a fome, em São Tomé e Príncipe a pobreza extrema ainda afeta a maior fatia da população.

Agora, mais do que encontrar financiamentos para o plano, é preciso que os 31 programas e 109 projetos nele contemplados estejam de encontro com as reais necessidades das populações. Sobretudo as que residem fora da capital, no litoral maritímo e nas roças a quem falta quase tudo.

Brany Cunha Lisboa

Artigo relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

« »