Mai 27 • Sociedade, STP • 743 Views • 1 comentário em

A classe docente que tinha agendado para daqui a dois dias uma paralização das atividades, chegou  a acordo com o governo de Gabriel Costa para a suspensão da ameaça de greve pelo menos até 30 de Junho.

O executivo assumiu satisfazer parte das reivindicações dos professores, que entre outras coisas pedem a implementação do estatuto da carreira docente bem como a melhoria das condições de trabalho.

“Gostariamos de informar publicamente que após 30 de Junho se as nossas reivindicações não forem atendidas entraremos imediatamente em greve” avisou o secretário-geral do SIMPRESTP Gastão Ferreira.

Gabriel Costa e o governo têm agora pouco mais de 30 dias para responder as exigências dos professores e evitar desta forma mais uma paralização deste importante setor do funcionalismo público que é a Educação.

Brany Cunha Lisboa

Artigo relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

« »