Dia mundial da rádio

Fev 13 • Sociedade, STP • 1240 Views • Sem comentários em Dia mundial da rádio

Comemora-se hoje o dia internacional da rádio. São Tomé e Príncipe tem pelo menos 4 estações em sinal aberto. O reporterstp foi ouvir o público sobre qual é o impacto da rádio e destaca por outro lado, o nascimento da primeira rádio digital são-tomense, Somos Todos Primos.

Reza a história que a tecnologia de transmissão de som por ondas de rádio foi desenvolvida pelo italiano Guglielmo Marconi, no fim do século XIX, mas a Suprema Corte Americana concedeu a Nikola Tesla o mérito da criação do rádio, tendo em vista que Marconi usara 19 patentes de Tesla em seu projeto.

Devido a importância que foi ganhando ao longo dos anos, as Nações Unidas que curiosamente começaram a emitir na United Nations Radio pela primeira vez  em 1946, um programa em simultâneo para um grupo de seis países, declarou em 2011, o dia 13 de fevereiro como dia internacional da rádio.

A rádio continua a ser o meio de comunicação social que atinge as maiores audiências, continuando a adaptar-se às novas tecnologias e aos novos equipamentos. É um meio bastante útil para a população, seja como ferramenta de apoio ao debate e comunicação, na promoção cultural ou em casos de emergência social. Para os profissionais de comunicação social é uma plataforma para divulgarem factos e histórias.

A rádio acompanhou ainda os principais acontecimentos históricos mundiais e hoje continua a ser um meio de comunicação fundamental.

Em São Tomé e Príncipe temos pelo menos 4 estações de rádio em sinal aberto. A rádio Jubilar e a Tropicana, surgiram recentemente, a rádio regional emite apenas para o Príncipe, mas o grande líder de audiências é a estação primeira, a Rádio Nacional de São Tomé e Príncipe.

“No meu dia a dia escuto mais a rádio do que vejo a televisão, no trabalho, em casa acompanho mais as notícias da rádio e ouço músicas, é um meio de comunicação mais barato e acessível para todos”, afirmou o ouvinte Adeler Fernandes.

“A rádio hoje não tem tanta centralidade como nos primeiros tempos do seu surgimento. Consegue coabitar bem com a televisão e agora com a vulgarização das redes sociais a rádio vê diminuída de uma certa forma a sua audiência. Mas ainda continua a ser um veiculo privilegiado de divulgação de informação com rigor. Na rádio temos informações normalmente que se pode considerar de credíveis, o que não acontece por exemplo com as redes sociais. Portanto hoje a rádio para além de ser o veiculo normal de divulgação das informações (notícias, musicas, cultura, etc), é o local onde se pode extrair notícias credíveis”, assegurou o ouvinte Lucas Lima.

Na era das novas tecnologias, a rádio teve de ser adaptada aos novos inventos, mas continua a consolidar o seu papel como meio de comunicação social de maior relevo. Neste âmbito o reporterstp regista aqui o surgimento da primeira rádio digital do país, a rádio Somos Todos Primos.

De inspiração do jovem estudante Guedes Medeiros, a rádio é sucesso entre a comunidade emigrante são-tomense, bem como nas redes sociais. Mesmo sem grandes formações na área, a equipa da Rádio Somos Todos Primos alia a boa disposição às músicas e leva os ecos e cultura são-tomense além fronteiras.

“Para mim a Rádio Somos Todos Primos é tudo, é algo jamais visto no nosso país é a rádio que veio para unir todos são-tomenses espalhados pelos quatro cantos do Mundo. Gosto muito por exemplo, de ouvir músicas nacionais aquela antigas que nos fazem recordar as nossas ilhas, o passado, o Safú, a Jaca. Eu vejo que seria uma grande aposta para os nossos governantes darem mais atenção a esse projeto que veio para revolucionar o nosso país exalta Carlley Frota fã incondicional da Web rádio

Novas tecnologias e o impacto da rádio em destaque neste 13 de fevereiro dia internacional da rádio.

Brany Cunha Lisboa

Foto Google

Artigo relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

« »