Governo projeta remodelação do mercado coco-coco

Mai 2 • Sociedade, STP • 1111 Views • Sem comentários em Governo projeta remodelação do mercado coco-coco

O governo são-tomense está a projetar a recuperação do mercado coco-coco, o maior da capital, que se encontra em avançado estado de degradação.

O anúncio foi feito pelo diretor das obras públicas Juscelino Ten Jua, que durante um programa da TVS assegurou que um projeto de remoção dos vendedores para outro local, enquanto se faça a recuperação do mercado já está na forja.

Sem anunciar datas nem local o diretor das obras públicas são-tomense Juscelino Ten Jua garantiu que o governo está a estudar a recuperação do maior mercado da capital que se encontra em avançado estado de degradação.

“Neste momento as obras públicas está a preparar um projeto alternativo com condições mínimas para a transferência das pessoas do mercado para que os espaço fique livre para que se dê início as obras de recuperação”, afirmou.

Declarações feitas no programa “Cartas na Mesa” da TVS, onde também esteve o representante do ministro das infraestruturas e obras públicas Orlando Bonfim, que explicou a raíz do problema da degradação do mercado coco-coco.

“Temos que encarar que o terraço do mercado coco-coco foi projetado para ser não acessível, a passagem por ali só devia acontecer em caso de manutenção, mas não é o que tem acontecido. Quem gere e deve fazer a manutenção do mercado é a Câmara. Os sucessivos executivos da Câmara permitiram de acordo com dados da própria Câmara, a instalação no terraço do mercado de 120 barracas ditas legais e mais 15 ilegais, cobrando taxas a essas 120 barracas”, pontuou.

O peso sobre o terraço do mercado é superior ao que foi projetado e agora aliado as crescentes infiltrações provocadas pela chuva constituem um enorme risco para a segurança pública.

Perante o risco de desabamento eminente, o que poderá acarretar até perdas de vidas humanas, urge que providências sejam rapidamente assumidas pelas autoridades.

De acordo com Bonfim é responsabilidade da Câmara “a retirada dos vendedores do terraço do mercado”, entretanto, ao avaliar pelas palavras do diretor das obras públicas Juscelino Ten Jua a sua direção já assumiu esse desiderato e espera-se que seja a tempo de evitar uma catastrófe nacional.

Brany Cunha Lisboa

Artigo relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

« »