IPA resolve crise na ligação marítima entre São Tomé e Príncipe

Set 5 • Sociedade, STP • 681 Views • 1 comentário em IPA resolve crise na ligação marítima entre São Tomé e Príncipe

Investimentos, e Projectos Angolanos (IPA), um grupo criado em 2011 para promover investimento privados angolanos em São Tomé e Príncipe, decidiu atender as preocupações do Governo em relação a crise na ligação marítima entre as duas ilhas do arquipélago são-tomense.

Uma embarcação com capacidade de transportar 150 passageiros sentados, e cerca de 40 toneladas de cargas, começou a operar esta sexta – feira, garantindo a ligação entre as duas ilhas.

interior do barcoUma acção da IPA, que segundo o seu director executivo Baltazar Afonso, dá resposta as solicitações das autoridades nacionais, mas sobretudo às preocupações manifestadas pela população do Príncipe no Diálogo Nacional. «Mediante as dificuldades abordadas a nível do diálogo nacional em relação a região do Príncipe, e porque dentro do grupo temos uma pequena exploração marítima, assim decidimos rapidamente e pusemos este primeiro barco para ligar as ilhas», declarou o responsável da IPA.

O navio que zarpa esta sexta – feira do porto de São Tomé rumo a ilha do Príncipe, representa o início de um projecto maior da IPA no domínio dos transportes marítimos. Baltazar Afonso, anunciou que posteriormente o grupo angolano, vai adquirir um navio novo e com maior capacidade para ligar São Tomé à Angola e a Cabo Verde. «Esse barco maior terá capacidade para ligar São Tomé – Angola-Cabo Verde, isto porque encontramos preocupação dos são-tomenses na diáspora em fazer chegar os seus bens a São Tomé», assegurou.

O Presidente do Governo da Região Autónoma do Príncipe, não escondeu a satisfação. A população da ilha do Príncipe tem sido a mais prejudicada por falta de ligação marítima entre as duas ilhas. «É com grande satisfação que nós encontramos um grupo privado angolano a ajudar-nos a encontrar esta solução que vem nos ajudar bastante, sobretudo a população do Príncipe que vem padecendo nos últimos anos com a situação de ligação marítima», enfatizou José Cassandra.

Há vários meses que não tem havido ligação marítima entre as duas ilhas, principalmente para o transporte de pessoas e seus bens.

O abastecimento do Príncipe em combustíveis chegou a estar em causa. Um dos navios pesqueiros que tentou levar 30 mil litros de gasóleo para produção de energia elétrica na ilha autónoma naufragou mesmo ao largo do porto de São Tomé, em julho último.

Por sua vez o secretário de Estado das Infraestruturas, José Maria, anunciou que o navio disponibilizado pela IPA, vai também dar resposta a circulação de pessoas e bens entre o país e a costa africana.

O secretário de Estado, recordou que o Estado são-tomense beneficiou de um fundo da União Europeia para aquisição de uma nova embarcação. Segundo José Maria, o fundo foi desbloqueado e já começaram os trabalhos d construção do navio que deverá reforçar a ligação marítima entre as duas ilhas.

Abel Veiga/Telanon

Artigo relacionado

One Response to IPA resolve crise na ligação marítima entre São Tomé e Príncipe

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

« »