Bispo da Diocese está preocupado com as mutações sociais

Jun 4 • Sociedade, STP • 733 Views • Sem comentários em Bispo da Diocese está preocupado com as mutações sociais

Dom Manuel António mostra-se preocupado com as recentes mutações sociais que São Tomé e Príncipe tem vivido nos últimos tempos, com destaque para o aumento do consumo de drogas, álcool, bem como a onda de roubo que tem tomado conta do país.

De acordo com o patriarca da diocese são-tomense, a igreja tem de estar sempre preparada para ajudar o país a encontrar as melhores soluções para as mutações sociais.

“A sociedade vai caminhando e vai criando novas realidades, novas filosofias de vida, novos valores ou contra-valores. A Igreja tem de estar preparada para isso” afirmou.

Em entrevista exclusiva ao www.reporterstp.info, Dom Manuel António expressou a sua preocupação sobre os novos métodos de vida que paulatinamente têm ganhado São Tomé e Príncipe.

“Temos o problema das dependências: álcool, droga, sexo… Temos uma certa perda da dignidade da pessoa humana; um relativismo muito grande, com cada pessoa a assumir-se senhora da verdade, a Igreja tem de ser capaz de continuar a apresentar Jesus Cristo como a única verdade” explicou.

Para atingir este objetivo e redirecionar os são-tomenses para o caminho do bem e da concórdia a igreja católica são-tomense já tem um método bem definido.

“Temos apostado numa maior proximidade às pessoas, numa melhor formação e catequese, numa maior presença nos fóruns sociais, etc.”elucidou.

País conhecido pela sua acalmia e boa amabilidade das suas gentes, São Tomé e Príncipe tem se confrontado nos últimos tempos, com o aumento da criminalidade, consumo de drogas e álcool, bem como uma onda de roubos.

Dom Manuel António assume o papel importante da igreja na mudança da mentalidade das pessoas, no entanto faz um vivo apelo a todos os são-tomenses.

“Apelo a todas as forças da sociedade para que se empenhem na luta contra a droga e seus barões; na preocupação de defesa das pessoas, particularmente as crianças e os idosos; na educação cívica dos cidadãos e que os nossos jovens acreditem no futuro do seu país. Que Deus abençoe o nosso povo”concluiu.

Brany Cunha Lisboa

Artigo relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

« »