São Tomé e Príncipe prepara-se contra catástrofes

Jul 16 • Sociedade, STP • 1056 Views • Sem comentários em São Tomé e Príncipe prepara-se contra catástrofes

Técnicos de vários quadrantes da sociedade do país tomam parte nesta ação de formação de 4 dias promovida pela Cruz Vermelha Internacional, que visa preparar o arquipélago para uma resposta rápida à situações de catástrofes.

São noções básicas, métodos e normas e toda a logística a adotar em casos de catástrofes naturais e não só, que estão a ser passados aos formandos. Gentes de vários quadrantes e atividades do país, participam nesta formação, com destaque para os bombeiros e médicos já que a saúde e a protecção civil são das principais áreas a ter em atenção em casos de sinistros.

“Iremos falar das atividades para responder à catástrofes e outros programas como a saúde, a logística, o transporte de comida aos sinistrados, assim como os métodos e normas que devem utilizar”, garantias de Josuane Flore da Federação da Cruz Vermelha Internacional.

O arquipélago reune conhecimentos para atuar caso precise, mesmo que por cá não seje vulgar assistir-se fenómenos destes.

No entanto, numa altura em que muito se fala das mudanças climáticas e sobretudo da vulnerabilidade das ilhas para situações como o aumento do nível do mar, a erosão costeira, aumento da infiltração dos raios solares, secas ou enchentes, começa a ser um imperativo ter uma equipa pronta para responder às emergências.

“É sempre bom, termos uma equipa pronta para no caso de haver alguma catástrofe, sermos capazes de dar a devida resposta”, sublinhou Alberto Neto da Cruz Vermelha Nacional.

Antes de vir formar a equipa nacional de resposta rápida à catástrofes, a Federação da Cruz Vermelha Internacional, promoveu a mesma iniciativa noutros países da sub-região, como os Camarões, Gabão, Congo Kinshasa e Brazzaville.

Artigo relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

« »