São Tomé e Príncipe quer erradicar a pobreza extrema

Nov 28 • Sociedade, STP • 1712 Views • 2 comentários em São Tomé e Príncipe quer erradicar a pobreza extrema

O arquipélago quer eliminar a pobreza extrema num prazo de 10 anos. Por isso, vai validar a nova estratégia de segurança social que, contempla apoios específicos a cerca de 11% da população que se encontra nesta condição. Para 2014 o governo já direcionou 20% do orçamento de estado para um apoio social de melhor qualidade.

20 mil cidadãos são-tomenses, cerca de 11% da população encontra-se a viver em condições extremas de pobreza.

Não têm acesso às áreas do emprego, assistência médica ou a apoios à terceira idade.

Portanto, o país não tem gasto o suficiente com a segurança e proteção social dos seus habitantes.

“Há que aumentar o esforço dedicado a proteção social e especialmente se São Tomé e Príncipe compromete-se em eliminar a extrema pobreza nos próximos 10 anos”, recomendações do consultor da UNICEF José Siveiro Marques.

As autoridades das ilhas assumem este objetivo, e preparam-se para aprovar a nova estratégia de segurança social que, entre outras coisas, contém os apoios em falta acima referidos.

Para 2014 o governo já inscreveu 20% do orçamento de estado para o melhoramento das políticas de segurança social. Por outro lado, já se começou a “estabelecer compromissos financeiros a curto e médio prazo por parte de todos os intervenientes”.

E outros intervenientes são a UNICEF, a União Europeia entre outros que, são os principais parceiros de desenvolvimento do arquipélago.

Brany Cunha Lisboa

 

 

 

 

 

Artigo relacionado

2 Responses to São Tomé e Príncipe quer erradicar a pobreza extrema

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

« »