Governo são-tomense quer dialogar com professores

Jan 16 • Educação, STP • 600 Views • Sem comentários em Governo são-tomense quer dialogar com professores

O ministro da educação e formação Jorge Bom Jesus, mostrou-se surpreso com pré-anúncio de greve do sindicato dos professores e educadores do país. O governante garante que nunca fechou porta ao diálogo e que já havia contatos com os professores para a implementação do último acordo assinado em finais de 2013.

O titular da educação são-tomense diz-se triste com as declarações do líder do sindicato dos docentes e pede serenidade aos professores

“Nós temos vindo a conversar com o sindicato, temos mantido o sindicato a corrente das tramitações dos documentos e daquilo que nós temos feito”, explicou

Bom Jesus diz que o governo quer evitar a greve e está aberto ao dialogo.

“ Em momento nenhum o governo virou às costas ao diálogo”, continuou.

O governo garante que está a trabalhar na implementação do estatuto da carreira docente e de outras exigências dos professores, mas pede paciência, já que, é preciso um suporte legal para levar avante as ações.

“Nós dissemos que as finanças precisava desse suporte legal para que pudesse pagar aos professores com este aumento de 10%, com retroativo a partir de agosto de 2013” concluiu.

O SIMPRESTP, sindicato dos professores e educadores de São Tomé e Príncipe, que acusou o governo de má fé, garante que diversas ações já deviam ser implementas desde o inicio de 2014. Por isso, deu um ultimato ao executivo. Este tem até ao dia 6 de fevereiro para responder as reivindicações dos docentes.

Informações contraditórias de parte a parte, que fazem antever um difícil entendimento, o que pode mesmo levar o país a assistir a mais uma paralisação no setor educativo.

Brany Cunha Lisboa

Artigo relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

« »