Portugal apoia guarda costeira são-tomense

Jan 3 • STP • 673 Views • Sem comentários em Portugal apoia guarda costeira são-tomense

O ministro da Defesa de Portugal, Azeredo Lopes, elogiou esta quarta-feira a missão dos navios “Bérrio” e “Zaire” para a formação da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe.O governante presidiu, na base naval do Alfeite, à cerimónia de despedida dos dois navios da Marinha portuguesa, que chegarão a São Tomé, dia 17 de janeiro, após 14 dias de navegação, para uma missão com o objetivo de promover a “defesa e segurança marítimas” no Golfo da Guiné. O ministro enalteceu ainda o bom estado da cooperação entre Portugal e São Tomé, cujo embaixador em Lisboa assistiu também à cerimónia.O ministro referiu à agência LUSA, que o navio patrulha “Zaire”, vai cumprir uma “missão inovadora e determinante” para a formação da guarda costeira de São Tomé e para “o desenvolvimento mais profícuo da cooperação” entre os dois países na área da Defesa, que se iniciou há 30 anos. Já o navio “Bérrio” é um navio abastecedor que estará também numa missão cujo orçamento é estimado pela Marinha em 1,4 milhões de euros. O ministro recordou a importância da região para Portugal e o mundo, apresentando o Golfo da Guiné, onde estarão os dois navios, como uma região do globo “que ao longo dos séculos tem tido um papel maior no comércio internacional”. Aí se concentra “uma percentagem considerável de produção de petróleo e hidrocarbonetos” e pela zona passam “importantes rotas de comércio”, incluindo navios de pavilhão português, que é preciso manter seguros, e onde existem ameaças e riscos, acrescentou. “Aí se tem verificado também, infelizmente, um crescente aumento de atividades ilícitas no mar, como a pirataria, o roubo à mão armada e os tráficos de droga, de armas e de pessoas por via marítima.

Fonte:Lusa

Foto: google

Artigo relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

« »