São Tomé e Príncipe quer um melhor ensino da língua portuguesa

Mai 6 • Educação, STP • 649 Views • 2 comentários em São Tomé e Príncipe quer um melhor ensino da língua portuguesa

A compreensão da gramática é essencial para o ensino da língua portuguesa em São Tomé e Príncipe. Neste sentido e no quadro da cooperação portuguesa, o país quer formar formadores para melhor capacitar os alunos são-tomenses no que concerne ao uso do português. Uma sessão sob o lema” como melhor entender a gramática portuguesa”, serviu de lançamento para o cumprimento do objetivo acima referido e também para comemorar o dia da língua portuguesa e da cultura na CPLP que se assinalou esta terça-feira (05).

É a língua oficial de São Tomé e Príncipe, mas é ainda muito mal falada e maltratada pelos são-tomenses. O português é para muitos uma das línguas mais difíceis do mundo, convicção assumida até pelos próprios portugueses. Tem na gramática o seu principal calcanhar de Aquiles.

«Por exemplo em Portugal neste momento estamos a trabalhar com uma nova terminologia gramatical que resulta de várias décadas de investigação linguística, e portanto, é um bocadinho pôr em comum esse tipo de abordagens alternativas e um bocadinho criativas também que envolvem os alunos no processo de aprendizagem», explicou João Veloso da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.

É a pensar no ensino e no uso do português no arquipélago, que as autoridades nacionais em consonância com as portuguesas, mais concretamente, o núcleo de português da Universidade de São Tomé e Príncipe, o Centro Cultural Português-Instituto Camões e a Universidade de Coimbra prometem formar mais professores para melhor ensinar a língua portuguesa nas ilhas.

«Estamos a trabalhar em conjunto com todos os professores, Portugal entende que a cooperação tem de apostar numa ideia de transversalidade, nós temos ligação com o IDF, com o projeto Escola+, com a Universidade de São Tomé e Príncipe e é assim que deve ser, ou seja nós devemos ter uma perspetiva global dos assuntos e não parcelar», garantiu a Embaixadora de Portugal no país Paula Silva.

Para que todos comuniquemos melhor e percebamos melhor uns aos outros, o uso correto do Português, que é afinal a nossa língua oficial e a mais falada no país é crucial.

Brany Cunha Lisboa com RTPA

Imagem-Google

Artigo relacionado

2 Responses to São Tomé e Príncipe quer um melhor ensino da língua portuguesa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

« »